Barulho em condomínio: principais normas para garantir a paz entre os vizinhos

Como viver em paz com os vizinhos

Se você chegou a este artigo, provavelmente, está cansado do barulho oriundo do apartamento do seu vizinho. A situação é ainda mais grave quando esses barulhos atrapalham a execução de tarefas simples como, por exemplo, a leitura desse artigo. No entanto, o esforço para concluí-la é válido, já que abaixo foram mencionadas as principais normas para garantir a paz entre os vizinhos.

Identificando o barulho!

O barulho que invade o seu apartamento é divido em duas categorias: contínuo e esporádicos. As festas no salão do condomínio se enquadram na primeira categoria. Já a segunda, se refere aos barulhos mais curtos e repetitivos como por exemplo o caminhar com salto, o uso de aparelhos domésticos (furadeiras, aspiradores de pó), dentre outros.

Lei do silêncio

Em relação às duas categorias de barulho, acreditamos que a verificação é mais fácil no caso dos contínuos. Para isso, basta que o morador faça a reclamação com o síndico, pois evita conflitos, principalmente se no evento é oferecido bebida alcoólica. Caso a confusão continue, o síndico pode aplicar uma multa ao morador. Para os mais teimosos, a polícia deve ser acionada, pois barulhos excessivos, que causam danos à saúde do ser humano, são considerados crime ambiental. A pena é entre 1 a 4 anos.

Em alguns casos, a norma é que a lei do silêncio em condomínios comece às 22hs e termine às 7hs. No entanto, algumas vezes, vários condomínios aprovam a antecipação desse período e registam na convenção. Se esse for o seu caso, não há nada de errado e a norma deve ser acatada.

Animais de estimação  

Eles são lindos, carinhosos e muito barulhentos. Quando começam a latir, podem prejudicar o sossego dos seus vizinhos. Por isso, é importante verificar as normas do condomínio para garantir que o seu melhor amigo não tenha problemas no futuro. Uma regra é clara: em apartamentos, as raças menores são as melhores companhias, já que as maiores são mais barulhentas. Se a presença do animal estiver lhe incomodando, faça uma reclamação com o síndico. No entanto, antes de registar a queixa, verifique se o barulho está prejudicando a tranquilidade de outros vizinhos para que a sua reclamação ganhe mais consistência.

Solução!

Os vizinhos barulhentos, geralmente, não estão cientes que estão incomodando. Portanto, antes de fazer uma reclamação com o síndico, tente, com educação, solucionar o problema. Escrever uma carta explicando a situação pode ser uma saída. Se o som alto é o problema, sugira um fone de ouvido. Se o barulho excessivo é o tamanco da vizinha, peça a ela que utilize o calçado somente depois que sair do apartamento.

Problemas com a saúde

Para viver em harmonia, vizinhos barulhentos devem ficar atentos com o excesso de ruídos também no período matutino. Para se ter uma ideia, sons acima de 70 decibéis podem ser o estopim não só para infecções, mas também para a hipertensão. O barulho é tão alto que pode ser comparado ao tráfego de uma rua com trânsito intenso.

Após ler este artigo, você poderá resolver o problema com mais tranquilidade.  Dessa forma, não há dúvidas: a paz no ambiente irá prevalecer.