Profissão de corretor de imóveis completa 53 anos de regulamentação

O auxílio de um bom corretor na compra e venda de um imóvel é imprescindível para todos os envolvidos na negociação. A verdade é que esse profissional pode ajudar na organização e intermediação da compra, locação, permuta, venda e incorporação, além da conferência dos documentos necessários para a transação, seleção e apresentação de imóveis para a visitação do público, bem como do projeto desenvolvido e dos arredores do imóvel.

Mensagem para o Dia do Corretor

História

A profissão surgiu no começo do século 20 e foi criada pela necessidade de existir um intermediador no processo de compra e venda de imóveis. A Lei 6.530/78 deu nova regulamentação à profissão, pois nela estão contidas todas as informações necessárias para que se desenvolva um trabalho com ética e respeito às partes envolvidas em uma intermediação imobiliária. Desde então, no dia 27 de agosto, é comemorado o Dia do Corretor de Imóveis. À primeira vista, muitos têm a impressão de que o corretor é aquela pessoa que fica em um plantão de lançamento, aguardando clientes para negociar uma proposta e servir um café, mas não é bem assim. Vai muito além disso.

O Mercado

De acordo com Luiz Antônio Rodrigues, presidente da LAR Imóveis, com 37 anos de mercado, é preciso investir em profissionais e torná-los a cara da empresa. Afinal, são eles que lidam diariamente com o cliente. Ele ressalta que, diante de tamanha importância desse profissional, a LAR Imóveis investe cada dia mais na capacitação de seus atuais 51 corretores. Além disso, são preparados para atuar como consultores de vendas, com visão especializada do negócio.

O empresário ressalta ainda que a realidade do mercado profissional no segmento imobiliário mudou muito com o passar dos anos. “Hoje, não há espaço para amadorismo. Muitas pessoas têm uma visão equivocada de quem atua nesse setor, pensando sempre em aposentados ou quem está no mercado por falta de melhores opções de trabalho. Os profissionais da LAR são consultores imobiliários, altamente capacitados e treinados, com a função de orientar as pessoas para os melhores negócios, com boa aplicação de capital, utilizando as mais modernas técnicas profissionais e atuando dentro dos aspectos comerciais, jurídicos e financeiros.”

Nos últimos anos, a atividade de corretor cresceu acompanhada pela evolução do mercado. De acordo com pesquisa feita pelo Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), na última década, cerca de 60 mil profissionais ingressaram no mercado de trabalho. Durante o censo, descobriu-se que hoje há mais mulheres trabalhando como corretoras e que o nível de escolaridade está cada vez mais alto. A pesquisa também revelou a crescente participação dos jovens, o que provocou uma redução na média de idade da categoria, que hoje é de 39 anos.